top of page
Missionary Stories

Edgar e Abbie Potter

Uma versão sucinta das nossas vidas

Acima de tudo, somos uma equipa

O pai de Abbie era pastor e ela cresceu em  Arkansas, Havaí,  Colorado, Califórnia, Illinois e Texas, frequentando 10 escolas em 12 anos. Muitas vezes estas mudanças drásticas foram traumáticas. Não era por nada que ela disse que nunca se casaria com um pregador. Agora ela diz que aprendeu que dizer a Deus o que ela "nunca" faria é um grande erro. Deus não apenas lhe deu um marido que é pregador, mas, para reforçar a dose, um missionário. Ela então adotou o lema "Nunca diga nunca", especialmente a Deus.

Casamo-nos em 1966, e nossos dois filhos mais velhos, Raquel e Ricardo, tinham 3 e 4 anos quando chegamos ao Brasil em 1972. Jeff nasceu lá em 1973, e em 1976 mudamos para a Ilha da Madeira, Portugal, onde Joy nasceu em 1980.

Abbie

Abbie é uma pianista autodidata talentosa e usou os seus dons musicais para formar e dirigir o coro da igreja no Funchal. Obras musicais especiais de John Peterson e outros compositores mais recentes foram apresentadas no Natal e na Páscoa. Quando uma determinada obra não estava disponível em português, ela se dispunha a traduzir a letra para que as obras fossem sempre executadas em inglês e português. 

A sua natureza artística estende-se à sua paixão pelos arranjos florais, o que na Madeira significava usar flores frescas de acordo com a estação do ano. Aqui nos EUA, ela aprendeu a trabalhar com flores artificiais de seda.

Edgar

A primeira língua estrangeira que estudei foi o latim por 4 anos, do 8º ao 12º ano, seguido pelo NT grego na universidade. Outras línguas se seguiram, sem nenhum curso formal: hebraico, depois português, de onde veio o espanhol, francês e italiano elementar.  Ao longo do caminho, aprendi outros idiomas, incluindo sueco, alemão e russo. Devido a um maior contato com falantes de russo (e ucraniano), por mais macarrônico seja o russo, é muito melhor que meu alemão, por exemplo. Quando as pessoas perguntam quantos idiomas eu falo, eu digo que sou fluente em dois, inglês e português, e proficiente em massacrar 5 ou 6 outros com graus variados de barbárie linguística. Algumas pessoas colecionam selos; eu coleciono idiomas.

Acredito que meu dom é ensinar, e a Bíblia tem sido meu assunto principal por mais de 50 anos de ministério como pastor e missionário.  Adicionado ao meu amor por idiomas, o ensino de inglês como língua estrangeira por quase 20 anos foi um passo natural.  Ao juntar uma dose de paixão pela escrita a esta mistura, embarcar na minha profissão de tradutor, revisor e editor freelancer era quase inevitável. Agora, depois de 30 anos de traduçoes, o próximo passo de podcasting nas duas liínguas aparece como o resultado natural de todas essas coisas em conjunto. 60 anos de ministério bíblico; 56 anos de casamento; 44 anos no campo missionário estrangeiro; 20 anos ensinando inglês; 30 anos como tradutor profissional;  e aqui estou no 1º ano como podcaster.

bottom of page